Ajustes e Alterações Implementadas pela Receita no Livro Caixa Digital do Produtor Rural

Como é padrão ocorrer em todos os mecanismos de comunicação de dados entre contribuintes e a Receita Federal, os processos de envio e layout das informações passam por um processo de evolução constante.

No caso de documentos do SPED por exemplo, como as Notas Fiscais Eletrônicas, desde sua implementação tem passado por ajustes no layout das informações e ajustes nos mecanismos de crítica quando do envio das mesmas. Assim também é em todos os demais componentes do SPED ( Sistema Público de Escrituração Digital ).

No caso do Livro Caixa Digital do Produtor Rural, o ciclo de ajustes certamente seguirá e já vem seguindo esta mesma linha com novas regras sendo implementadas e ajustes no padrão dos dados sendo realizados.

Alguns exemplos de ajustes até o momento em relação aos padrões a serem seguidos para o lançamento dos registros no Livro Caixa Digital do Produtor Rural são : 

1 - Inicialmente não havia por parte da Receita Federal detalhes a respeito do lançamento das informações da folha de pagamento de forma a que os lançamentos eram realizados funcionário a funcionário tendo em vista que cada registro deve estar sempre associado a um participante. Posteriormente foi liberada pela Receita a informação de que nestes casos poderia ser gerado um único lançamento, para o valor total da folha, usando-se o CPF do produtor declarante como participante relacionado a este lançamento.

2 - Foi definido pela Receita que deveria ser usada a conta 999 para o registro de valores que não tenham transitado pela conta corrente do produtor , o chamado NUMERÁRIO EM TRÂNSITO.

Desta forma, ajustes são normais e esperados sendo que : 

1 - Sempre que ocorrerem ajustes, o FarmPlus - LCDPR será da mesma forma ajustado para que os registros estejam em conformidade com os padrões definidos pela Receita Federal.

2 - As informações já lançadas serão sempre preservadas salvo medidas em sentido contrário definidas pelos padrões da Receita Federal.